terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Mini Fic - Two Is Better Than One - Parte 4 (Final)


Eu passei uma semana inteira chorando, sempre escondida, mas às vezes minha mãe me pegava no flagra. Ela perguntava o que estava acontecendo mais eu sempre fugia de responder.
Mas hoje parece que ela deu um basta na situação e está me obrigando a falar. Ela esta comigo aqui no meu quarto, estamos sentadas em minha cama.
_ Agora me conte o que está acontecendo filha.
_ Sábado passado eu fui pra balada com a Lauren, lembra? _ ela assentiu _ Eu encontrei o Joe lá. Começamos a conversar e depois fomos dançar. Ficamos tão próximos, que nos... Nos beijamos. E depois disso a gente... A gente... A gente transou. _ sussurrei a última parte, mas minha mãe ouviu.
_ Ai meu deus, filha! Usaram camisinha?
_ Sim, usamos. Mas o motivo de eu estar assim não é por termos feito aquilo, mas sim pelo que aconteceu depois. Lauren apareceu no corredor me chamando e eu tive que ir embora, deixando o Joe lá. No dia seguinte ele mandou uma mensagem, querendo conversar comigo e nos encontramos no Starbucks. Lá foi horrível, mãe! _ voltei a chorar.
_ O que ele fez?
_ Ele não fez nada, fui eu. Eu menti. Eu disse se pra ele que aquilo não significou nada pra mim. Ele disse que gostou da primeira vez dele ter sido comigo, mas também disse que se sentia culpado por minha causa. Pois eu sempre dizia que queria que a minha primeira vez fosse perfeita.
_ E não foi boa sendo com o Joe.
_ Foi maravilhosa mãe, foi perfeita! Esse é o problema! Eu to tentando esquecer o Joe, e não posso fazer isso se dissesse a ele o quanto eu gostei.
_Você está jogando sua felicidade fora minha filha, além de estar magoando o Joe com isso.
_ É preciso magoar ele também se eu quiser esquecê-lo.
_ Talvez não devesse esquecê-lo e sim ficar com ele.
_ Ele não quer ficar comigo.
_ Como não? Ficou óbvio que ele ainda te ama. Como ele poderia querer que a primeira vez dele fosse com você sem te amar, hein?
_ Não sei, mãe. Mas ele não me ama.
_ Eu tenho certeza que ama sim e acho que você deveria ir atrás dele. Se não for para ficar com ele, pelo menos deve esclarecer tudo. Não é justo com ele você deixar parecer que a noite que tiveram não significou nada, sendo que significou tudo pra você.
_ Tudo bem, mas se eu ligar ou andar mensagem pro celular dele e óbvio que ele não irá.
_ Mande do meu, o número é novo.
_ Obrigada mãe. _ sorri _ Não sabe o quanto está me ajudando.
Peguei o celular de minha mãe e mandei uma mensagem para Joe. Estava pedindo para ele ir à noite a um restaurante que nós conhecíamos e me encontrar em uma sala privada, mas é claro que não disse que era eu. Como Joe é curioso, eu sei que ele vai.
Passei a tarde junto de minha mãe, com ela me ajudando a me arrumar. Não sei se esta conversa iria dar em algo, mas queria estar bonita de qualquer jeito. Queria ficar o mais linda possível para Joe.
_ Acho que estou pronta, mãe. _ disse me olhando no espelho.
_ Está linda minha filha. Joe com certeza vai babar por você.
Soltei uma risada e me admirei mais um pouco. Não gosto de me gabar, mas eu realmente estava linda naquele vestido. E, é claro, estava como colar que Joe me deu. Ultimamente eu ficava com ele quase o tempo todo. Era um jeito de me sentir mais próxima de Joe.
_ Espero que ele goste. _ falei meio insegura.
_ Ele vai amar.
_ Então acho que já vou indo. São 19h43min. Marquei com ele as 20h00min.
_ Okay. Vai lá. Volte com um genro pra mim, está bem?
_ ri _ Está bem mãe. Até logo.
Peguei meu carro e sai com destino ao restaurante. Meu coração quase não aguentava em batimento. Eu tentava alertar-me a não criar esperanças, dizendo que Joe poderia me odiar mais ainda por isso e nunca mais querer olhar na minha cara, mas não conseguia. Só conseguia imaginar ele falando que me perdoava e me abraçando fortemente, para depois me beijar.
Deixei o carro com o manobrista e fui em direção à sala privada. Joe estava lá, e estava lindo, mas ele ainda não havia me visto.
_ Oi. _ eu disse e ele virou, olhando pra mim assustado.
_ Demi? _ perguntou confuso _ O que faz aqui?
_ Fui eu quem te chamou aqui.
_ Ah _ revirou os olhos _ Eu já deveria saber. Adeus. _ tentou ir embora, mas eu impedi.
_ Espera, por favor. Eu só quero conversar.
_ Já conversamos tudo o que tínhamos pra conversar no domingo.
_ Não, por favor. Me escuta só por alguns minutos. Quando eu terminar pode ir embora ou fazer o que quiser, mas me escuta por pelo menos um minuto. _ implorei a ele.
_ Um minuto. _ cruzou os braços.
_ Obrigada. _ respirei fundo _ Joe, eu menti no domingo. Tudo o que eu disse na nossa conversa não era verdade. Aquela noite na boate foi a mais importante de toda a minha vida. _ disse olhando em seus olhos _ Eu não queria te magoar, mas aparentemente era preciso. Eu estava tentando te esquecer, mas não seria possível se eu dissesse a verdade. E a verdade é que... Que... _ suspirei _ Que eu te amo. Eu te amo e aquela noite foi a mais perfeita de toda a minha vida. Eu nunca teria me entregado a outro homem que não fosse você, Joe. Você é o homem que eu amo e minha primeira vez só seria perfeita se fosse com você. Eu sei que te magoei dizendo tudo, mas estou profundamente arrependida de tudo e queria, ér... Queria mais uma chance para podemos ficarmos juntos.
_ Você acha que eu vou acreditar nisso?
_ Eu já esperava que não. Mas obrigada por me ouvir. Pelo menos agora você sabe como eu me sinto. Adeus Joe.
Eu estava pronta para ir embora sabendo que seria triste pelo resto da minha vida com aquela rejeição, mas de repente sinto a mão de Joe puxando meu braço e trazendo meu corpo de encontro ao dele. Num ato rápido ele me beijou, impedindo qualquer tentativa de protesto. Mas a verdade é que eu não iria protestar. Somente joguei meus braços em torno de seu pescoço e me entreguei totalmente a beijo. Não me preocupei com mais nada além de suas mãos em minha cintura e seus lábios colados nos meus. Envolvendo-me num beijo apaixonado e intenso.
_ Aqui está a resposta. _ disse quando separamos nossos lábios _ Eu acreditei totalmente em cada palavra que você disse.
_ Jura? Não está brincando comigo, está?
_ Eu nunca brincaria com isso Demi. Eu te amo. _ senti que lágrimas de felicidade desciam por meu rosto, e desceram ainda mãos quando ele colocou uma de suas mãos para limpá-las gentilmente.
_ Mas no Starbucks você disse... Disse... _ ele me interrompeu.
_ Tudo o que eu disse foi mentira. Era tudo por causa da raiva. Eu não pensava que você diria aquelas coisas. Fiquei magoado e com raiva, então disse aquilo para me vingar de alguma forma.
_ Me desculpe. Me desculpe por ter dito aquelas coisas. _ eu disse transparecendo meu arrependimento.
_ Está tudo bem agora Demi.
_ Quando diz que está tudo bem, você quer dizer que... Que nós... _ me embolei totalmente nas palavras.
_ Se está querendo perguntar se nós voltamos, saiba que por mim voltamos sim. _ sorriu.
_ Jura? _ sorri largamente _ Quer mesmo voltar comigo?
_ É o que eu mais quero. Não sabe o quanto eu esperei por isso. _ sorriu lindamente _ Demi, quer namorar comigo de novo?
_ Quero sim, claro que quero! _ o beijei _ Vem, vamos jantar pra comemorar!
_ Espera. _ me segurou _ Quer mesmo ir jantar comigo com todas as pessoas vendo?
_Qual o problema? _ questionei.
_ As pessoas iram comentar.
_ Eu não ligo. Eu quero mais que saibam que estamos juntos de novo. Se você também quamiser, claro.
_ Quero sim. _ sorrimos _ Vamos então. _ me abraçou de lado e eu fiz o mesmo, então seguimos para uma mesa do restaurante sorrindo e sendo alvo dos olhares de todos.
O que posso dizer agora? Bem, Joe e eu declaramos para a imprensa que havíamos reatado. Todos os nossos fãs foram à loucura. Parece que eles realmente queriam “Jemi” de volta. Eu é claro que fiquei super feliz com isso, afinal, o apoio dos meus fãs é algo que não pode faltar.
Minha mãe ficou radiante quando dissemos que havíamos voltado. Ela finalmente teve o genro de volta. E eu sou muito agradecida a minha mãe, pois foi ela quem me convenceu a ir atrás do Joe e tentar tê-lo de volta.
Não sabemos o que acontecerá daqui para frente. Não podemos prever o futuro, mas sabemos que ficaremos unidos, enfrentando cada obstáculo juntos. Não sucumbiremos a qualquer fraqueza no relacionamento como fizemos na primeira vez. Desta vez estávamos mais fortes e unidos. Mais apaixonados do que nunca. Afinal, duas pessoas unidas são melhores do que uma sozinha, ainda mais com o amor sendo aliado delas.
_ Eu te amo. _ disse Joe num sussurro apaixonado enquanto me abraçava fortemente e me mantinha perto de seu corpo.
_ Eu também te amo, muito! _ retribui o sussurro, antes de juntar nossos lábios em um beijo apaixonado, demonstrando todo o meu amor por ele, e o dele por mim.

Fim.

Olá pessoal!! Como estão? Se divertiram nesse ano novo? Espero que sim. E agora eu começo o ano novo com a última parte de uma mini fic que eu sinceramente gostei muito de escrever!! Voces gostaram de lê-la? Eu percebi que voces gostaram bastante da parte dois, hein, suas safadenhas kkkkkkkk
Mas também néh, quem não gosta de um hot hehe
Semana que vem tem mais um capítulo da segunda temporada de What If!! Vces ainda não deram seus palpites!! Acham que é menina ou mais um menino? E quantos voce acham que são? hahaha
Espero que gostem desse final de mini fic e comentem bastante, okay?
Beijos ~

14 comentários:

  1. OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOWN.
    Que pena que acabou , esta fic esta simplesmente sendo muito boa.
    UUUUUUUU o final foi tão perfeito awww♥

    Posta logo a fiiiiiiic :(

    Bejinhos da Zaah ;3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou postar amanhã ou depois de amanhã ^-^
      Beijos~

      Excluir
  2. Hei, Juh, você me pediu para ler a fic e eu li a mini. A "What If", eu vou ler com calma.
    Sua história é fantástica! Eu amei de verdade, e olha que eu não gosto muito de ler as histórias que mostram uma possível volta "JEMI". Eu fico triste, porque eu sei que isso não vai acontecer. Mesmo assim, eu gostei de ler essa mini. Ela é divertida!!! Gostei muito de verdade.
    Você escreve muito bem, tanto que me prendeu. Eu estava pensando em ler só a mini,hoje,mas agora, eu vou partir para ler a fic "de verdade" kkkk
    Você perguntou sobre o meu ano novo e foi fantástico! Tanto que estou com dores por todo o corpo, dancei muito e dormi muito tarde ou seja só acordei de tarde! kkkkkkk
    Deixa um contato seu no meu blog, tah?

    Beijões!!
    BahChris...s2

    ResponderExcluir
  3. Sou eu de novo! kkkkk
    Agora eu vim dizer que LI todas as histórias do seu blog e amei. Sinceramente, tenho medo do que tem nessa caxola - que vc chama de cérebro. Suas ideias me assustam. Só uma pergunta: Vc escreve sozinha ou tem parceria?
    Ah, e posta logo, tah? Eu passei três lendo suas histórias e eu acho que eu vicie. kkkk Sério!
    Passei um tempo (2 dias) na casa da minha irmã e lá não tinha net, quase surtei, mas assim que cheguei na "civilização"kkkkkkk Fui ligeiro para o seu blog que tá na minha lista dos melhores. kkkk
    Beijões!
    BahChris...s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amou mesmo? Puxa, que legal, legal mesmo. E respondendo sua pergunta: Eu escrevo sozinha sim. Minhas amigas as vezes me dão umas ideias, mas eu escrevo sozinha.
      Não precisa ter medo. Não tem nada de mais na minha caxola haha Mas sério que minhas ideias te assustam? Que tenso. MAs acho que voce vai se assustar mais ainda com o próximo capítulo de What If. Quer dizer... Não com ele. O próximo é normal, mas depois... Não vou nem comentar kkkk Daqui a pouco to dando dicas e não vai ser legal.
      ah, eu mandei convite pra te adicionar no Face. Eu sou "Luana Muller"
      Beijos~

      Excluir
    2. Eu já te aceitei seu convite, fiquei com medo agora sério... kkkk
      Então, o que acontece com você é o mesmo que acontece comigo... As minhas amigas dizem coisas que me inspiram, é engraçado... Estamos conversando e do nada eu soltou um "ótima ideia!" Tenso!
      Elas também me ajudam a escrever. Não sei se isso acontece com você, mas eu travo em algumas coisas na horas de escrever e eu sempre pergunto elas. Principalmente, a Ruh, aquela que eu comentei no meu blog. Ela que sempre diz se está bom ou ruim, o pior é que ela fala na lata mesmo. Quer dizer, isso é bom, né?

      Acho que eu "falei" de mais! kkkk Beijos.
      BahChris...s2

      Excluir
    3. Eu também sempre travo em algumas partes, tipo agora. Mas minha amiga Sofia é a que mais me ajuda, na verdade a única que ajuda. Ela também gosta de escrever, mas não tem blog. Tipo, em momentos que eu quero escrever uma coisa, mas não sei expressar, ela sempre me ajuda. Me dá umas ideias e uns surtos de inspiração. Sem ela minha história não seria a mesma coisa. Ela também fala de cara. Isso é bom sim :D Se elas não falassem, a história não ficara tão boa quanto pode ficar!!
      Beijos

      Excluir
    4. Amigas servem pra isso, né??????? kkkkk
      Gostei de conversar com vc, Luh!
      E surto de inspiração todo mundo tem, eu tive uma professora que falava que inspiração não existe, que temos que escrever o que está na cabeça.
      Eu discordo dela, pq tem dia que a gente nem chega perto de uma história e não quer saber de escrever uma palavra se quer muito menos ouvir falar dela, tem outros que a gente escreve quase o dia todo. Já aconteceu comigo!
      Escrever é minha paixão, eu extravaso todos os sentimentos ruins e bons, é meu refugiu, cara... se eu não escrevesse, eu não conseguiria chegar onde cheguei com saude mental boa... kkkk

      Beijões
      BahChris...s2

      Excluir
  4. Heey, um selo para voce. Parabens, voce merece!
    http://needyounowjemi.blogspot.jp/2013/01/selo-e-divulgacao.html
    Xoxo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Faanyh, brigada mesmo!!
      Beijos~

      Excluir
  5. seliiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinho
    http://jemi-inevitable.blogspot.com.br/2013/01/selinho-aviso-e-desabafo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, Zaira!! Adorei!!

      Excluir
  6. Hey, tem um selinho para você no meu blog ^^ (http://jemiforlife.blogspot.com.br/2013/01/meus-primeiros-selinhos-obs.html)
    AMO sua fic =')
    BeiJEMI ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! Hoje ou amanhã eu repasso os selinhos!!

      Excluir