terça-feira, 16 de julho de 2013

Shadows - Capítulo 7

Oie gente!! Mais um capítulo pra voces!! Espero que comentem bastante e que gostem. Lembrete: essa história não é minha, é da minha amiga.
Que a sorte esteja sempre a seu favor.

...

         -Mamãe?
         -Ah... Demi!
         Ela corre atém mim com os braços estendidos, ignorando Joe ao meu lado, consigo me levantar antes de ser sufocada por seu abraço.
         Ela está exatamente como eu lembrava, não retribuo sem abraço, mas ela me aperta cada vez mais.
         -Onde você se meteu?- Pergunta ela afagando meus cabelos.- Estive te procurando feito louca.
         Estou paralisada, completamente surpresa por vê-la, mas de certa forma me sinto meio mal depois do que fiz pra ela.
         -Ah...Senhora?- Pergunta Lindsey meio sem jeito.- Como a encontrou?
         Dianna, minha mãe, se afasta de mim com os olhos molhados, mas sorrindo e fala ai nada olhando para mim:
         -Eu nunca desisti da minha Demi! Então depois de tanto tempo encontrei uma pista dela aqui e o portão estava aberto então simplesmente entrei.
         Ela me abraça novamente, eu retribuo seu abraço, provavelmente ela não percebeu que eu fugi dela.
         -Você não deveria estar aqui!- Diz Joe com certa indelicadeza.
         -E quem são vocês? Por que estão mantendo minha filha presa?
         -Presa?
         Joe se levanta bruscamente com um olhar irritado, mas Lindsey rapidamente entra em sua frente o impedindo de andar e fala para minha mãe:
         -Meu nome é Lindsey Stirling!- Ela estende a mão.- Este é Joe Jonas e não estamos mantendo sua filha presa!
         Será? Me pergunto em silêncio, Lindsey é legal e companheira, mas não me lembro de nenhuma vez em que ela se ofereceu a me ajudar a sair deste lugar e Joe de certa forma é como meu carcereiro, apesar de parecer querer me proteger.
         -Então ela pode ir embora?-Pergunta minha mãe olhando minha expressão de dúvida.
         -Bem...- Lindsey começa a encaram o chão em quanto pensa em uma resposta.
         -Ela não pode ir.- Diz uma voz calma.- Lamento.
         Todos se viram para encarar Hannibal que está em pé encostado na porta, ele está usando um terno de lã e sem nenhuma expressão.
         -Não existe a menor possibilidade de ela poder sair.
         -E por que não?-Minha mãe cruza os braços sobre o peito.
         Tenho que admitir que nós tuas temos uma terrível teimosia.
         -Podemos conversar?- Hannibal estende a mão em direção á saída.
         Minha mãe olha para mim com certa dúvida, mas então caminha junto com Hannibal para algum lugar, Lindsey precisou de alguns minutos para me fazer sair do estado de choque e me fez sentar.
         Joe parece ter saído de seu momento de cólera e sentou novamente ao meu lado, Lindsey respira fundo e me encara com caridade.
         -Então você fugiu de casa, certo?
         -Ahan.- Concordo, fingindo não estar surpresa.- Eu tinha 15 anos, fazem 5 anos, na noite de ano novo, minha mãe e Patrick tinham ido em uma festa da empresa onde eles trabalham, preferiram me deixar em casa sozinha e como não foi a primeira vez que eles fizeram isso eu decidi que era melhor ir embora.
         -Quem é Patrick?
         -É o meu pai, mas eu prefiro chamá-lo pelo nome dele.
         A sala agora está com um clima de paz, até quase esqueci que estava preocupada com Jessy, ela não tinha chance com aqueles lobos.
         Porém ainda tenho diversas perguntas para serem respondidas e estou cansada de esperar as respostas virem até mim, tenho um plano para conseguir algumas, mas vai ser um suicídio praticamente.
         Mas não tenho escolha.
         -Eu vou para o meu quarto!
         Lindsey e Joe me olham com desconfiança, porem concordam que é melhor, mas eu sei que nenhum de nós três acreditamos que eu apenas vá para meu quarto.
         Corro tentando fazer o mínimo possível de barulho pelos corredores, consigo me lembrar razoavelmente onde fica a maligna porta de madeira que leva para o escritório de Hannibal.
         Depois de alguns minutos estou parada em frente a porta, encosto meu ouvido para tentar captar algum som, mas a porta é grossa demais.
         Estou tão concentrada que não percebo o som de um sapato de salto de aproximando.
         -Olha só! Parece que não sou a única que tenta ouvir através dessa porta.
         Solto um grito de susto e encaro o rosto sorridente de Jessy, com toda certeza ela não está me repreendendo, ela parece com alguém que iria se juntar à mim.
         -Eu já soube da sua mãe.- Continua ela.- Você deve estar meio abalada.
         -Eu pensei que a Kirstie...
         -O que?-Me interrompe ela.- Pensou que ela ia acabar comigo?
         Aceno com a cabeça e ela solta uma gargalhada.
         -Kirstie não tem a mínima chance comigo, mesmo com os seus lobos, ela vem tentando vencer de mim faz alguns meses e como sempre acaba na enfermaria quase morrendo. Você se importa com ela?
         Dou os ombros fingindo que não me importo, então olho para seu rosto e percebo novamente seus olhos inchados, quase não é possível ver, mas ainda me deixa incomodada.
         -O que é isso no seu rosto?
         -Como assim?- Ela se vira para um espelho emoldurado procurando alguma falha em sua maquiagem, como não acha nada solta um riso forçado.- Não tem nada no meu rosto, Demi!
         A porta abre e minha mãe sai com uma expressão preocupada, olha para mim com olhos choroso, me abraça de leve e vai em direção à porta.
         -Acompanhe ela, Jessy.- Diz Hannibal.
         Jessy concorda e vai atrás de minha mãe, Hannibal se encosta na porta e indica com a cabeça que eu entre, entro sem pensar duas vezes.
         Me sento no sofá como Hannibal indica, ele se senta ao meu lado depois de fechar a porta e me oferece uma taça com um líquido escarlata.
         Sangue.
         O maldito líquido que me atrai, tento me controlar para beber devagar, mas me sinto tão bem, me sinto mais forte e renovada.
         Quando termino sinto a necessidade de mais, mas respiro fundo e me acalmo.
         -Lindsey me disse uma vez que você permite que bebamos sangue uma vez, no baile de iniciação.- Digo encarando a taça vazia.
         -É verdade.- Responde Lecter.- Jessy e Joseph são os únicos que eu permito beberem mais, os deixa mais fortes para liderar.
         -E por que me ofereceu?
         Ele suavemente balança a cabeça e não me responde.
         -Você conhecia minha mãe?
         -Sim.- Ele olha para o fogo da lareira.- Eu a conheci quando ela tinha sua idade, era muito bonita, assim como você.
         -O que você disse para ela?
         -Sobre você ficar aqui? Disse à ela que você está surtando e precisa de tratamento psiquiatra, possuo alguns poderes que ajudaram a convencê-la.
         Me encolho no sofá, mas, assim como no dia em que ele me transformou, ele segura a ponta de meu queixo e me obriga a olhá-lo.
         -Se prepare, Dianna!-Ele errou meu nome de propósito. - Você é uma peça importante para mim.
         Ele me solta e se levanta, caminha em direção à estante de livros e começa a pegar alguns livros, vai os colocando em uma pilha que fica enorme.
         -Você é diferente, Demi.- Hannibal não olha para mim.- Então precisa estar preparada para qualquer coisa.
         Várias horas depois estou sentada em minha cama, folheando os livros que Hannibal me emprestou.
         Todos são muito macabros, com páginas grossas e antigas, escritas com uma tinta negra, são livros de história falando de guerras, batalhas, doenças, civilizações dizimadas, lendas horripilantes.
         Mas no final de um livro encontro um pequeno bilhete avulso, assinado com o nome de Hannibal, a mensagem é clara: “Você sabe o que é real, basta expandir sua mente.”
         A mensagem não faz muito sentido, mas guardo o bilhete em uma gaveta, entre minhas roupas, jogo os livros no chão e entro debaixo das cobertas.
         A cama é macia, então logo me sinto sonolenta, mas começo a sentir uma presença, sinto isso toda noite...
         Sempre antes de dormir sinto alguém me observando, mas não consigo me mover por medo, mas hoje não estou ligando para o meu medo.
         -Você faz muito isso?- Pergunto para a escuridão do quarto.- Ficar me vigiando...
         -Faço isso sempre.- Responde o nada.- Você é ainda mais bela quando está dormindo.

6 comentários:

  1. OMG q perfeito..
    Ta me deixando muito curiosa. É o Joe né?
    Posta logo.se não vou pirar de tanta curiosidade
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não pire!! kkkkkkkkkkkkkkkk
      Já postei ^^

      Excluir
  2. OMG! Cada vez melhor!
    Já tenho uma ideia de quem seja hehehe
    Posta o mais rapido possivel, e diga a sua amiga que ela é uma escritora incrível!
    E seu Blog é maravilhosamente maravilhoso haha
    bjus
    xoxo♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu disse!! Ela gostou kkkk,
      Brigadinha ><'

      Excluir
  3. CARAMBAAA!!!!
    Ta muuuuuiiito perfeito *-*
    Mas tipo quem é essa Kistie????
    posta logooo
    beijãão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kirstie é a Dallas. A escritora decidiu mudar ^^
      Postei~

      Excluir