sexta-feira, 12 de julho de 2013

Shadows - Capítulo 6

Oi, oi gente!! Como tão? Eu to até que bem. Ah, no capítulo 4, eu acho, eu respondi os comentários de voces. Agora vou começar a responder os coments no próprio capítulo, blz? Então, se quiserem ver o que eu respondi, é só ir lá :)

Agora o cap...




         Uma semana se passou desde que cheguei na mansão de Hannibal.
         Tanta coisa mudou, comecei a seguir a rotina natural dos vampiros, o que significa que durmo a manhã inteira, levanto para comer na hora do almoço e então começo as obrigações que vão até a madrugada do outro dia.
         Tenho aulas todos os dias de história, com uma mulher de idade indefinida, a aula toma quase a tarde inteira, e como sou novata, eu tenho aula sozinha, mas tudo parece um colégio interno, tem horário para fazer qualquer coisa e todos usam uma espécie de uniforme, sempre roupas pretas, cinzas ou qualquer coisa neutra e escura.
         A noite tenho o dever de ajudar na cozinha, mas só fico de frente para a pia de lavar louça, não tenho permissão para olhar para trás, o que acho muito ridículo.
         Passo meu tempo livre com a Lindsey, ela me ajuda a não perder os horários e me consola quando me sinto aprisionada, ela até começou a me ensinar a tocar violino, mas não tenho muito talento para isso.
         Não tenho visto Hannibal, Lindsey acha que ele fica no escritório dele, não vejo Joe também, o que me fez sentir meio chateada, Jessy vai me ver ás vezes, quando pesadelos que me fazem gritar em quanto durmo.
         Hoje vou começar a ir ás aulas junto com os outros, ainda me perco nos corredores que a mansão é composta, mas por fim consigo me localizar, quando abro a porta, me seguro para não gritar.
         Três enormes lobos estão no centro de um tatame de luta elevado em uma sala retangular e comprida, no meio deles está a garota de cabelo vermelho e Joe, ao redor deles, diversas pessoas que vi no baile, eles me encaram quando entro, entre elas está Lindsey.
         A aparência de Joe não mudou em nada, exceto por estar vestindo roupas para exercício pretas.
         -Venha, Demi.- Diz ele apontando para seu lado.-Pode ficar aqui.
         Quando dou um paço em direção ao centro um lobo late tão alto que recuo inconscientemente, a garota do cabelo vermelho dá um risinho, mas Joe fala com reprovação:
         -Pare com isso, Dallas.
         Ela revira os olhos, faz um som estranho com a garganta e então junto com os lobos saem do meio do círculo, eu me aproximo.
         Joe espera eu entrar no círculo e então começa a falar para todos:
         -Espero que rebebam bem sua nova colega. -Ele me lança um olhar ameaçador e continua falando em um tom sarcástico.- Não queremos perder mais ninguém nos treinamentos.
         Um risinho ecoa pelo salão e percebo que uma parede repleta com armas de diversas épocas e culturas diferentes.
         -Se eu pedir para vocês a treinarem, obedeçam.
         Agora ninguém mexeu um músculo, todos confirmam com a cabeça, então percebi que todos estavam em boa forma, magros e musculosos, não de forma bizarra, mas saudáveis.
         Joe aponta rapidamente para Lindsey, vai em direção á uma parede onde se encosta e observa todos se dispersarem em volta do tatame, eu faço o mesmo.
         Lindsey se encaminha para o meio do tatame,  ela fica no centro de um círculo composto por 4 garotos enormes que ficaram parados, percebo que em uma luta ela não tem chance alguma.
         Então dois deles investem tentando pegá-la, mas ela é magra e habilidosa, sua flexibilidade é inacreditável, ela consegue fazer com que os dois batam de frente um com o outro e fiquem desorientados, em quanto com alguns simples golpes derruba os outros.
         Menos de trinta segundos depois 4 garotos inconsciente são arrastados para fora da sala, Lindsey age como se fosse a coisa mais normal do mundo fica ao meus lado.
         Não percebo quando Joe toca meu ombro e me encaminha para o centro do tatame, ele ponta para Dallas que sorri pra mim, um sorriso perverso.
         Joe pega dois bastões e nos entregas, sem se importar com nada desce do tatame e vai para algum lugar, um clima de tensão assume o lugar,
         -Bem vinda ao seu pesadelo.- Diz Dallas, sua voz é áspera e forçada- Vamos começar com o básico.
         Ela levanta o bastão e me ataca. Por sorte tenho reflexos rápidos o suficiente para me agachar antes que o bastão passe por onde estava minha cabeça.
         Me jogo desajeitadamente para o lado, ela segue meus movimentos com o canto dos olhos, então joga o peso de seu braço no chão, exatamente onde eu estava segundos antes, me afasto dela o mais rápido que posso, mas a encaro quando alcanço o outro lado do tatame.
         Ela parece meio impressionada, mas então corre até mim brandindo o bastão, eu estava apenas com a intenção de evitar que ela me acertasse, mas sem querer nossos bastões se encontram e o meu escorrega de minha mão, que sem querer acaba batendo exatamente no meio de sua cara.
         Todos ao nosso redor fazem um som de surpresos, até Lindsey cerra os punhos caso de tenha que me proteger da ira de Dallas.
         São segundos assustadores de silêncio antes de Dallas explodir em um grito, ela segura a gola de minha camiseta e se prepara para me dar um soco.
         -Arrumando problemas novamente, Dallas?
         Uma voz calma e confiante ecoa pelo salão, Jessy se aproxima lentamente, a cada passo Dallas relaxava mais a mão até que me soltar finalmente.
         Com a presença de Jessy todos parecem apreensivos, então comecei a entender certa hierarquia aqui.
         Hannibal manda em tudo, provavelmente é o dono do lugar, Joe e Jessy são como coordenadores, mas se reportam a Hannibal, os veteranos compõe o lugar e ensinam os mais novos, e bem em baixo dessa escala estou eu, a novata.
         Estranhamente eu não tenho medo de Jessy nem de Joe (Okay, talvez um pouquinho) e muito menos dos veteranos, mas Hannibal me intimida.
         Dallas se afasta de mim com a cabeça baixa, Jessy nem a olha quando me estende a mão, me levanto e a encaro por um instante, sua pele está pálida e os olhos inchados, mas de forma quase imperceptível.
         Jessy por fim me solta e começa a ir em direção á porta, mas antes Dallas dá um grunhido alto, os lobos saem de algum lugar e se juntam á ela, encarando Jessy como se a desafiasse.
         Todos de afastam rapidamente, observando a reação de Jessy, que não é nenhuma, ela apensa suspira e se vira para olhá-la.
         -De novo?- Diz Jessy com certo tédio.
         -Sim, de novo.- Responde Dallas.
         Lindsey e Joe correm até mim, cada um segura um de meus braços e começa a me tirar do salão, como se tivessem combinado, eles me levam para fora.
         Algo ruim vai acontecer, me debato para tentar me soltar, alguém vai sair ferido, posso sentir.
         Mas apesar do tempo em que passei aqui não foi o suficiente para me deixar mais forte, não tenho a mínima chance contra os dois, a porta bate atrás de nós, bem na hora em que um latido abafado ecoa e um grito agonizante ficam ecoando em minha mente.
         Paro de tentar lutar, de forma que Joe me pega no colo, não tem espaço em minha cabeça o suficiente para pensar nisso, só consigo pensar em alguém caído no chão, afogando no próprio sangue.
         Na mansão existem muitas salas, Joe me coloca em um sofá em uma delas, Lindsey se senta na poltrona do lado oposto e suspira, estou tremendo, nunca parei para pensar em como eles poderiam ser mais poderosos do que eu e a ameaça que poderiam representar para mim.
         Um alvoroço é possível ser ouvido, como várias pessoas correndo e desesperadas, tapo os ouvidos com as mãos quando as imagens de alguém morto voltam á minha cabeça, Joe que está sentado ao meu lado me abraça, tentando abafar o som de passos se aproximado.
         Até que percebo que Lindsey levanta bruscamente e fala para alguém que está na porta.
         -Você não deveria estar aqui! Como entrou?
         Então meu coração dispara ao ver a mulher entrando, os cabelos castanho-claros, quase loiros, os olhos claros e brilhantes, seu rosto de abre em um sorriso ao me ver, mas meu espanto é maior.
         -Mamãe?



8 comentários:

  1. Amei posta logo ...
    primeira beijoooos!
    Capitulo Tenso, hein Luh posta logo!

    ResponderExcluir
  2. OMG que perfeito.. Perdidamente apaixonada por essa fic haha..
    Posta logo por favor..
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que ta gostando ^^
      Postei já ^^

      Excluir
  3. WOW!
    Oh. My. God!
    amando cada vez mais essa fic!
    capitulo maravilhoso, fic maravilhosa, blog maravilhoso e escritora INCRIVEL!!!
    continua o mais rapido possivel, please!
    bjus
    xoxo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelos elogios haushausahus
      Eu amaria levar os créditos por essa fic, mas quem escreve ela é minha amiga.
      Beijos~

      Excluir
  4. CAAAAAARAAAAAMMBBBAAA!!!!!
    Isso tá muito perfeito
    Tipo,lindo de maissss
    Posta logoooo
    beijooos
    s2s2

    ResponderExcluir